Thursday, April 28

Frost ❅

E o frio literalmente "desabou" do nada nas frias terras do sul! Com aquela onda terrível de calor que se abateu sobre nós na maior parte de abril era difícil acreditar nas promessas de inverno rigoroso que estavam sendo feitas para 2016. Mas depois da linda manhã de geada desta quinta-feira eu espero que o frio fique conosco para tomar um chá por longos dias! Neste momento, aqui é Curitiba a temperatura é de 8° C, com  mínimas e máximas que variam de 4° até 17° nos dois próximos dias. Em minha cidade natal, em Santa Catarina, hoje a temperatura chega a 0, no momento também está 8°. Nos próximos dois dias fica entre mínima de 1° e máxima de 17°. E para curtir esse frio: muito chá, quentão, chocolate quente e comida boa! Sem falar nos livros e no cobertor! Viva o outono!

~Geada em Santa Catarina!

Friday, April 22

Relançamento da demo ~Imagica do The Birthday Massacre!

Depois de passar grande parte do feriado aqui sentada estudando para as minhas provas de literatura, com três peças de tragédia grega para ler, um trabalho pra outra, os textos da minha pesquisa e os cantos da Odisseia ainda por ler, meu fluxo de concentração foi interrompido brevemente quando me deparei com esta notícia: finalmente minha banda preferida vai relançar suas músicas mais mágicas! Não contive a empolgação e vim aqui contar :D Demorou, mas o dia chegou... Acho que estive esperando por isso desde que comecei a ouvi-los em 2007 e percebi que aquele estilo mais vanguardista das fases ~Imagica e ~Nothing & Nowhere haviam sido deixados para trás. Na época a banda tinha acabado de lançar seu terceiro disco, Walking With Strangers, tendo já incorporado inovações em sua música. Daquele vocal distante, sussurrante e abafado ao qual estávamos tão acostumados nos primeiros lançamentos independentes, passamos a ter tanto o vocal quanto o instrumental mais "limpo", super bem produzido. Embora o som não tenha deixado de ser atmosférico, se distanciou muito daquele estilo darkwave oitentista produzido por bandas como The Frozen Autumn, Switchblade Symphony e Diva Destruction (clique nos nomes para ouvir). Eu faço parte daqueles fãs saudosos que morrem de amores por aquela ainda incipiente experimentação tão característica dos primeiros anos de qualquer banda que queira inovar. Sendo assim, é óbvio que vibrei quando os primeiros boatos desse lançamento vieram à tona. 


01. Over 
04. The Birthday Massacre
08. Play Dead 
09. Open Your Heart
10. From Out Of Nowhere
11. Dead

Quem quiser sentir um pouco dessa atmosfera da banda pode clicar em qualquer uma das músicas que linkei acima para ser direcionado ao youtube. OBSERVAÇÃO: o link são para as demos ou, no caso da Play Dead, a versão já remasterizada do Violet, tendo em vista que o disco ainda não foi lançado. 

Ps: confesso que senti falta da velvet :x

Tuesday, April 5

Bolo de Alface com Sementes de Sésamo! [vegan]


Há muito vinha prometendo uma seção aqui no blog dedicada a receitas vegetarianas, tanto que estou devendo a minha receita de yogurt caseiro que aprendi a fazer nas últimas férias. Eu amo alimentação e cosméticos que dependam exclusivamente de vegetais (e eventualmente, minerais), opto por fazer minhas receitas com ingredientes naturais porque gosto de manuseá-los e saber a proveniência do que estou consumindo. Para mim a primeira responsabilidade é para com os animais e o meio ambiente, em segundo, para com a saúde. 

Antes de prosseguirmos, gostaria de esclarecer que a receita não é de minha autoria, é antes uma reformulação que fiz da que encontrei no site petiscos.com. Alterei a original e incluí apenas ingredientes de origem vegetal. Bem, informações dadas, vamos ao bolo!

~Ingredientes

2 colheres de chá de farinha de linhaça
2 colheres de sopa de água 
2 colheres de sopa de creme vegetal ou 1/2 xícara de óleo
2 xícaras de *açúcar cristal orgânico
4 xícaras de farinha (*preferencialmente a branca sem glúten!
1 xícara de sementes de sésamo (= gergelim)
1 maço de alface
1 colher de sopa de bicarbonato de sódio
2 colheres de cremor de tártaro [peu teus! já explico que bruxaria é essa '><]

Muito bem, povo e póva. Explicarei passo a passo o manuseio e propósito de cada um desses ingredientes, começando pela farinha de linhaça: 

~ Em um recipiente (pequeno, pode ser um copo) coloque as duas colheres de farinha de linhaça em duas de água e reserve por alguns minutos. Não precisa misturar os dois com uma colher, apenas espere a magia da química agir sozinha ;D Após um tempo você perceberá que a mistura obteve uma consistência muito parecida com a do ovo: são esses dois ingredientes super simples e saudáveis que substituem o ovo na liga das receitas.

~ Após obter os "ovos de linhaça", bata-os com o açúcar e o creme vegetal. Com creme vegetal me refiro a margarinas que não contém leite (como a soya), ou aquelas gorduras para usos confeiteiros que a gente vê nos mercados. 

~ Pique a alface em pequenos pedaços e leve-a ao liquidificador (a depender da potência não precisa acrescentar água, uma vez que a alface por si só já contém bastante água em sua composição).

~ Aos poucos vá acrescentando a farinha de trigo, as sementes e a alface batida na massa. Observe que não há necessidade de acrescentar água (desde que a alface tenha se tornado um suco pastoso!) 

~ Chegou a hora de colocar fermento! Pois bem, como todo mundo já deve ter percebido, é praticamente impossível encontrar uma marca de fermento que não seja transgênico. Uma antiga solução, que hoje em dia se mantém mofada nas páginas de velhos livros de culinária, é o velho e bom bicarbonato de sódio. Com a dependência que se criou ao longo dos anos pelos fermentos químicos vendidos no mercado,  muita gente têm medo de usá-lo. No entanto, não há coisa melhor que ele usado em sua forma mais pura (isto é, sem os produtos com os quais é misturado nos fermentos prontos). O problema dele é que se usado na quantia errada, deixa os alimentos com um gosto amargo, meio metálico. Mas como o mundo da química é maravilhoso, há uma forma de neutralizá-lo. Para tal, você precisará de uma colher (de chá) de bicarbonato e duas de cremor de tártaro: a proporção é sempre o dobro de cremor para cada colher de bicarbonato. 

ps: se você quiser fazer um vidrinho cheio para guardar, basta colocar fécula de batata na mistura para conservar. ;D

* Com relação à escolha da farinha e do açúcar: geralmente dou preferência ao mascavo nas minhas receitas, porém, assim como a farinha de trigo integral, sua cor se sobressai aos outros ingredientes, ficando marrom. Para não usar a farinha branca normal, uma opção é a sem glúten. É claro que o uso de qualquer um desses ingredientes, incluindo o fermento, não é obrigatório. Mas se você optar seguir a receita o resultado seráaaa:

~ Um belíssimo bolo verde!

(imagem encontrada em: doce recanto)

~ Amo cores, cores, cores e sabores! Quem me conhece sabe que eu estou sempre procurando dar cor aos pratos e demais receitas que preparo. Procurando colocar pimentões verdes, vermelhos e amarelos na mesma receita com cenoura e rabanete ralado com a casca! Adoro a cor amarela obtida pelo açafrão no arroz e o contraste que ele faz com as saladas verdes misturadas com o tomate! Fica tudo tão mais delicioso e colorido! Sem falar que o médico sempre diz que quanto mais colorido o prato, mais saudável! O mesmo vale para produtos cosméticos caseiros: argila verde, vermelha, branca, cinza, etc: cada cor, muitos benefícios! 

Espero que tenham gostado da receita e que consigam substituir os ingredientes por esses mais saudáveis. Muita coisa melhora na nossa saúde quando aprendemos a fazer nossos próprios produtos caseiros. Mais autonomia significa mais bem estar e paz, com nós mesmos e com a natureza.